Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

Crianças

 “Vede, não desprezeis alguns destes pequeninos...” 

Jesus (Mateus, 18:10)

Nosso Estudo do Evangelho no lar é feito todas as terças-feiras às 19h. Nesta última terça dia 01 de maio, lemos a lição 157 do Livro Fonte Viva – de FCX e Emmanuel.

A vantagem de quem estudou a Bíblia é a familiaridade com os textos e qualquer coisa diferente faz soar o alarme. E o alarme soou com a palavra “alguns” do texto. Peguei meu volume da Bíblia, recebido na cerimônia de meu casamento na Igreja Presbiteriana de Florianópolis em 20 de Dezembro de 1969, tradução de João Ferreira de Almeida e impresso pela Imprensa Bíblica Brasileira em 1962, e fui conferir.

Conferindo o texto, reparei que Emmanuel usou o termo “alguns” e a Bíblia registra “algum”, aparentemente pouca diferença, mas não foi a diferença que me chamou a atenção, foi a palavra, o pronome indefinido (algum: um certo; um pouco de;) O versículo 10 da Bíblia diz: “Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus.”

Para mim ficou claro que Jesus destacava algum ou alguns daqueles pequenos. Como ocorreu no episódio vivido por ele entre os doutores do templo, espíritos de escol reencarnados, como ele, cujos guias, anjos de guardas ou mentores espirituais conviviam com o Pai diretamente.

Nesta passagem, ele não generalizava ou pequeninos, e sim destacava aqueles que, em função das reencarnações sucessivas e da evolução conquistada, eram considerados espíritos evoluídos e não era porque se revestiam da vestimenta carnal de uma criança que não deveriam ser levados em conta. São os nossos gênios nas áreas que se revelam pelas virtudes conquistadas.

Caberia por fim, dentro do nosso Estudo do Evangelho do Lar, ler e estudar o que Emmanuel escreveu. A mesma interpretação de Emmanuel foi a que eu aprendi na Igreja, não que esteja errada, mas passou ao largo, não registrou de forma inconteste a afirmação de Jesus, de que há espíritos de todos os níveis aprisionados em corpos de todas as idades, frutos das reencarnações sucessivas e da progressiva evolução espiritual.

Com este artigo eu desejo enfatizar três coisas. 1º- O conhecimento da Bíblia é importante sim; 2º- Estudo do Evangelho no Lar, não é leitura do Evangelho, é estudo. Como prometeu Jesus, o Consolador viria “...esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.” João 14:26. 3º- Meu trabalho, Vade Mecum Espírita foi aperfeiçoado. Antes, esta lição 157(353) estava catalogada somente para o verbete “Crianças” e agora passará a constar também nos verbetes “Reencarnação”; “Evolução”.

Por favor, corrija seu exemplar das edições anteriores.

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!