Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

Tudo Eu

A obra de Allan Kardec, escrita de conformidade com a “Generalidade e Concordância dos Espíritos” intitula-se: “O Livro dos Espíritos”. Nesta mesma ocasião, Allan Kardec começa a escrever uma Revista Mensal, intitulada: “Revista Espírita”. Esta revista servia como laboratório para que Alan Kardec enviasse ao seu público as mensagens recebidas dos espíritos e sujeitas à confirmação por outras fontes procedentes de outros espíritos e médiuns dos diversos grupos.

Às demais obras, Allan Kardec adicionou ao nome “segundo o espiritismo”. Porque a única que atendia a condição de “Generalidade e Concordância dos Espíritos” era “O Livro dos Espíritos”. As demais por serem escritas atendendo os conceitos contidos no Livro dos Espíritos e não contendo nenhuma informação que o contestasse, eram ditas “Segundo o Espiritismo”.

Qualquer espírita que já leu a Revista Espírita, por inteiro, observou que muitas informações ali contidas, ou estão desatualizadas em relação aos conceitos científicos modernos ou mesmo desmentidas por descobertas da ciência atual. Como eu gosto muito da área de Astronomia e sempre procurei ler sobre o assunto, este foi o campo onde detectei as informações a serem revistas, segundo o próprio Kardec, quando a Ciência mostrasse ao contrário daquilo que os espíritos afirmavam como opinião isolada de um determinado assunto.

Alguns destes artigos publicados na Revista Espírita foram posteriormente publicados na Gênese (Segundo o Espiritismo) e isto tem sido motivo de críticas por parte de pessoas em artigos que são publicados principalmente na Internet. E estes artigos fazem colocações como se os Espíritas acreditassem cegamente e não tivessem consciência deste fato. Vou mencionar duas informações que não estão publicadas em lugar nenhum, como evidência de que nós espíritas temos consciência daquilo que examinamos. Como fato científico desmentido pela ciência menciono a questão dos cometas que segundo Kardec não ocasionariam nenhum problema se colidissem com a Terra pois seriam blocos de gelo que se derreteriam ao entrar na atmosfera terrestre. (Está catalogado no Vade Mecum Espírita). Como fato comprovado pela Ciência, os espíritos há mais de 150 anos afirmaram que se estivéssemos no solo de mercúrio enxergaríamos um céu escuro e a Ciência confirmou o fato.

Algumas editoras tem adotado a prática de, em nota de rodapé, esclarecer todas as informações que, ou estão desatualizados porque a própria ciência se atualizou ou alguma opinião dada por algum espírito na época e desmentida cientificamente á posteriori. Nunca nos esquecendo de que há bem pouco tempo atrás, a medicina usava o processo de trepanação como uma verdade científica e hoje, graças a Deus...

Sem sombra de dúvida, todas estas críticas denotam que se há 5% da obra que esta sendo contestada como inverdade ou não comprovada. Há 95% cuja racionalidade superou 153 anos de avanço científico. E para se fazer ideia de quanto tempo isto representa; há 50 anos eu levantava as 4h para buscar leite na chácara de boião e a empregada começava a acender o fogão à lenha para tomarmos o café as 7h da manhã. Hoje, este processo que demorava 3h leva somente 1min. E gera o seguinte diálogo:

‒ Filho, pegue o leite na geladeira, por favor!
‒ Ah Pai! Tudo eu! Tudo eu!

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!