Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

A falta de fé e o desequilíbrio

Já repararam como nos desequilibramos com facilidade?

Através dos anos, conversando com pessoas que necessitavam de ser ouvidas, de um desabafo, além de meus próprios percalços, percebi que, na realidade, temos uma fé vacilante! Deixamo-nos engolfar nos problemas e eles tomam conta de nosso ser!

Mas temos um poder interior, do que poucas vezes lançamos mão: - a capacidade de crer, dada por Deus! Conforme o grau de desenvolvimento dessa nossa capacidade, ser-nos-á possível melhor enfrentar os embates da vida. Cremos? Temos a confiança, inabalável, de que nosso Pai nos ama, incondicionalmente, e nunca nos abandona? Esse é o ponto de partida! “Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê!” (Marcos, 9:23).

Mas como se faz para crer? É um exercício de afirmação. Como nossa fé é, ainda, vacilante, pela oração e pela repetição diária dos ensinamentos do Evangelho, é que alcançaremos a certeza de nunca estarmos sós, de nunca sermos abandonados! Nunca pense na dúvida, sempre pense na certeza da fé!

Quanto mais aprendemos a crer, sem titubear, mais o campo de possibilidades de realizações profícuas aumentará. Não podemos nos deixar ser vítimas do abatimento, do derrotismo, das incertezas, pois “se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Romanos, 8:31), “Os impossíveis dos homens, são os possíveis para Deus.” (Lucas,18:27).

Quando nos sentimos vacilantes em nossa fé é bom repetir esses ensinamentos com firmeza, com profundo amor e consciência da grandeza de Deus pois assim, fluem, através de nossa mente e nosso ser, energias poderosas, amoráveis e balsâmicas, que acalmam e aquietam a mente e o espírito. Um versículo muito sábio, que nos sugere como devemos fazer para obter valores que tornem nossas vidas mais ricas e plenas é: - “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Reino de Deus e Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. (Mateus, 6:33). 

Esse é um grande versículo, pois nos recomenda que procuremos, em primeiro lugar, aprender todos os Seus ensinamentos e os pormos em prática, que as nossas necessidades serão supridas, conforme surjam.

Na realidade, temos que aprender a pensar, aprender a orar, corretamente. Pensar positivamente, pensar com altruísmo, pensar com assertividade, orar com amor, colocarmo-nos para receber. Os espíritos, muitas vezes nos dizem da dificuldade em nos ajudar, intuindo-nos boas resoluções, pelo fato de estarmos em total desequilíbrio ao nos deixarmos envolver pelos nossos problemas e sofrimentos, eclipsando nossa capacidade de percepção e intuição!

Utilizemos, pois, todos esses recursos que estão ao nosso alcance, para estarmos de bem com a Vida e todas as nossas necessidades nos serão supridas, na maioria das vezes, não como queremos, mas de uma maneira melhor e não imaginada por nós, que é como a Sabedoria, a Visão do Nosso Pai reflete sobre as coisas.

Muita Paz, em Cristo!

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!