Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

Amizade

“Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido”. (João 15:15)

A amizade é uma das mais comuns relações interpessoais que a maioria dos seres humanos tem na vida.

Para que uma pessoa possa ser chamada de amigo de alguém, não é necessário que se conheçam há muito tempo, mas que mantenham um relacionamento de afeto, lealdade, consideração e respeito; que a outra pessoa aceite-a como realmente ela é. Que a proteja e faça o possível para ajudá-la sempre.

Milan Kundera, escritor tcheco, escreveu que a amizade é indispensável para o bom funcionamento da memória e a integridade do próprio Eu. Disse que amigos são nosso espelho, que através deles podemos nos olhar. E, ainda, que toda amizade é uma aliança contra adversidades.

Aprendemos com o Espiritismo que toda amizade sincera é uma proposta voltada para a libertação e crescimento mútuo, conscientização e desenvolvimento de valores individuais, ou seja, ninguém se aproxima de nós por acaso.

Existem amigos que trazem uma qualidade amorosa capaz de nos ajudar a mudar toda a nossa existência, uma vez que contribuem para o desenvolvimento da felicidade, reduzindo nosso sofrimento, duplicando nossa alegria, dividindo nossa dor.

Demonstramos nossa limitação espiritual claramente quando questionamos a amizade sincera entre homens e mulheres. Trata-se de preconceito, comum em uma sociedade onde tudo é visto com “segundas intenções”.

Homens e mulheres, cada qual único e diferente, distintos em gênero, mas complementares. O fato é que esse tipo de relacionamento existe e faz parte do contexto de vida de muitas pessoas, embora possamos afirmar que, em muitos casos, a fim de nutrir o afeto típico dos laços de amizade, uma das partes possa confundir os sentimentos, tomando-os como fruto de uma paixão.

Disse Joanna de Ângelis que a amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões dá-nos, até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior, que é a meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.

Amizade, suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.

Curta e Compartilhe esse artigo no Facebook!