Cadastre-se em nosso boletim semanal

Nome:
Email:
Cadastre-se e receba as atualizações do site

O Livro dos Espíritos (1857)


É a primeira obra espírita. Contém as bases e os fundamentos da Doutrina sendo, portanto, sua obra mais abrangente. Herculano Pires diz, com muita propriedade, que O Livro dos Espíritos é, ao mesmo tempo, o alicerce e o arcabouço do Espiritismo, a sua obra principal. As demais obras de Kardec são complementares e partem dos princípios apresentados na primeira para ampliá-los ou aprofundá-los.

O livro, além da parte introdutória e da conclusão, contém 1.019 perguntas e respostas, além das notas explicativas de Allan Kardec, que se seguem a muitas questões e/ ou capítulos.

Está dividido em quatro partes ou livros, que se ajustam perfeitamente a um critério de sequência didática, sendo que o primeiro trata do aspecto filosófico do Espiritismo ou das causa primeiras; o segundo trata dos Espíritos e seu progresso, encarnados ou desencarnados; o terceiro, das leis morais e, finalmente, o quarto, das esperanças ou consolações, ou seja, da vida futura ou vida após a morte.

Fonte: Cavalcante, José Benevides (2011), Fundamentos da Doutrina Espírita. Capivari-SP, Editora EME