contato@uniaoespiritadepiracicaba.com.br (19) 9 9698 3606

Por Departamento de divulgação em 29/04/2022

Em 31/3/2022 tomou posse a nova diretoria da UEP para um mandato de 2 anos. Ela é composta de 17 pessoas, capitaneadas pelo novo presidente Boanerges Tavares e pelo vice-presidente Luiz Benedito Dell´Abio, que foi o presidente na gestão anterior.

A eleição ocorreu no dia 17/3/2022 e foi a mais disputada em décadas, contando com a presença de mais de 60% dos sócios. Boanerges concordou que o elevado quórum no processo eleitoral foi uma novidade. Otimista, ele acredita que este envolvimento pode trazer benefícios a todos através do maior engajamento e participação dos associados na própria UEP. “Esperamos que essa alta taxa de interesse pelas atividades do centro permaneça, estando o clima harmonioso pós-eleição e cheio de esperança”, afirmou.

Perguntado sobre o que os sócios e frequentadores da UEP podem esperar desta nova gestão, Boanerges foi objetivo: “uma administração solidária, com departamentos interligados e trabalhando em conjunto, além de se aproximar dos frequentadores da casa espírita. Ampliar as atividades e o voluntariado são as metas dessa gestão”.

Todos os centros espíritas foram afetados pela pandemia, assim como quaisquer entidades religiosas do país. Sobre as principais lições que a UEP tirou destes 2 anos de pandemia, Boanerges falou da necessidade constante de adaptação aos novos tempos, complementada pela busca da inovação, como no caso das novas ferramentas tecnológicas para a divulgação do Espiritismo visando alcançar o maior número possível de corações.

Com relação às novidades de sua gestão, Boanerges já tem alguns planos: “a inserção de Lives no cronograma da UEP já é uma realidade. Pretendemos ampliar essa modalidade, além de realizar seminários e retomar com cursos e programas que foram suspensos durante a pandemia”.

Sobre o Grupo Espírita Manuel Vianna de Carvalho, montado em 2019 e desde então mantido pela UEP, Boanerges garantiu: “ele seguirá com suas atividades, com o incentivo da UEP no que for necessário, caminhando para se tornar independente em sua administração”.