contato@uniaoespiritadepiracicaba.com.br (19) 9 9698 3606

Por Setor de comunicação em 16/01/2012


Os Espíritos são as almas que animaram aqueles que viveram na Terra. Quando o corpo material perece, a alma livre, volta para o plano espiritual, onde continua sua jornada evolutiva.

Um Espírito desencarnado, não possui poderes ou dons especiais. A morte do corpo físico não transforma intelectualmente ou moralmente um Espírito, que desencarnado, guarda as mesmas características que possuía quando vivia na Terra. Aquele que acumulou sabedoria, será ainda sábio, enquanto que o ignorante, permanecerá na ignorância.

Influência dos Espíritos

Os Espíritos desencarnados exercem influência sobre o mundo material de diversas formas. Todos estamos constantemente sujeitos às influências dos Espíritos. Podemos, pensar, falar e agir sob a influência deste ou daquele Espírito, porém, algumas pessoas possuem uma sensibilidade mais aguçada, possuem em grau avançado a capacidade de "intermediar" a ação dos Espíritos no mundo físico. A estas pessoas Kardec chamou de "médiuns".

Mediunidade

A Mediunidade é uma faculdade que pode ser concedida ao indivíduo por diversas razões, entre elas, como prova ou expiação ou como instrumento para o trabalho fraterno. Como existem diferentes tipos de manifestações espíritas, a mediunidade pode se revelar de diversas formas. Existem Médiuns de efeitos físicos, Médiuns sensitivos, Médiuns audientes, Médiuns falantes, Médiuns videntes, Médiuns curadores, Médiuns psicográficos, entre outros.

Mediunidade e Educação

Não se define o bom médium somente pela sua capacidade de relacionar-se com os espíritos, muitas pessoas que sofrem com obsessões possuem tal capacidade e nem por isto podem ser chamadas de bons médiuns, portanto, comunicar-se com os espíritos não qualifica a pessoa a exercer funções mediúnicas, que poderia gerar situações constrangedoras e até mesmo perigosas tanto para o médium quanto para as pessoas ao seu redor.

A pessoa que deseja realmente desenvolver suas capacidades mediúnicas, deve estar disposta a conhecer o espiritismo e seus fundamentos morais através do estudo sério e da prática da caridade. O Centro Espírita deve fornecer todos os meios necessários para a formação filosófica e moral dos verdadeiros espíritas. Através de grupos de estudo, da participação em palestras e cursos e do trabalho voluntário, o médium pode aprender e tornar-se útil, praticando seus conhecimentos. De modo geral, não se pode aceitar médiuns desinteressados no estudo sério do Espiritismo ou que não possuam nenhum comprometimento com o trabalho ao próximo.

A Mediunidade Mal Empregada

O exercício da mediunidade não pode ser confundido com o exercício de uma profissão, baseado no conceito cristão de que devemos "dar de graça o que de graça recebemos", o bom médium jamais poderá usar suas faculdades mediúnicas como forma de subsistência ou para ganhar dinheiro, tampouco, aceitar presentes ou solicitar colaborações, mesmo com fins assistenciais, que possam ser interpretadas como troca de favores.

O bom médium jamais espera por qualquer remuneração ou reconhecimento por suas ações, ao contrário entrega-se com alegria e desprendimento em auxílio do próximo.

Além disto, o bom médium deve adotar uma postura condizente com a moral cristã dentro e fora da casa espírita, seu comportamento no trabalho, diante da família e no convívio social deve refletir seu desejo de evoluir e servir.

Baseado nestas observações, podemos então identificar com facilidade os charlatões, trapaceiros e oportunistas, que escondendo-se sob a denominação de espíritas, cobram por seus "serviços", lançando mão de toda sorte de artifícios místicos para esta finalidade.

Para saber mais sobre os mecanismos da mediunidade, a União Espírita de Piracicaba indica a leitura da obra escrita por Allan Kardec, intitulada "O Livro dos Médiuns". Você pode fazer o download gratuito deste livro completo clicando no link abaixo:

Download: O Livro dos Médiuns

Fonte: Cavalcante, José Benevides (2011), Fundamentos da Doutrina Espírita. Capivari-SP, Editora EME